CriançaSemRisco

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Plano de Intervenção Imediata 2009

O Governo apresentou à Assembleia da República o Plano de Intervenção Imediata (relatório referente às crianças em acolhimento em Portugal). O relatório é um excelente documento para termos uma noção de quem é a nossa população em acolhimento. Chamo especial atenção aos dados que revelam uma percentagem significativa de crianças com problemas de saúde mental e perturbações do comportamento, situação que parece exigir cada vez mais o trilhar de um caminho em direcção ao acolhimento terapêutico.

Consulte o relatório aqui.

Pedro Vaz Santos

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Intimate Warfare

Um dos problemas de ir a Londres e não resistir e passar pela Karnac Books em Finchley Road. Esta última ida traduziu-se em alguns "bons investimentos". O primeiro que quero partilhar é o livro Intimate Warfare: regarding the fragility of family relations, de Martine Groen e Justine Van Lawick. O livro é uma viajem técnico / teórica sobre a intervenção em casais e famílias com história de violência doméstica. O mais interessante é a forma como as autoras articulam a criação de contexto de segurança com a criação de espaço reflexivo de natureza terapêutica. Igualmente interessante é a forte aposta que é dada à intervenção centrada no casal e a argumentação defendida que a intervenção focada na vítima é pouco eficaz e pode levar a um aumento da violência.

Pedro Vaz Santos 

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Dificuldades

Caros amigos estamos com algumas dificuldades no aspecto gráfico do blog, em breve serão resolvidas.

Pedro Vaz Santos

domingo, 25 de abril de 2010

Práticas colaborativas e integradoras na avaliação e intervenção com famílias multidesafiadas

No próximo mês de Maio inicia-se no Porto uma acção de formação de curta duração dinamizada por Ana Teixeira de Melo e Ana Prego com o objectivo de sensibilizar e capacitar profissionais de intervenção da área psicossocial para conduzirem processos de avaliação integradores e colaborativos junto de famílias multidesafiadas, particularmente aquelas com crianças e jovens em situação de risco e perigo.

Para mais informações, consultar o programa.

ADC

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Gostava de partilhar online a experiência que estou a ter na formação organizada pela OPUS (Organisation to Promote Understanding of Society) em Londres intitulada Advanced Training in Small Group Process. Já algumas vezes partilhei aqui no Blog o meu gosto e fascínio pelo método de aprendizagem desenvolvido pela Tavistock Institute denominado por Group Relations. O método é bastante simples e baseia-se nas experiências com pequenos grupos realizadas por W. Bion no pós Guerra.

O modelo da formação é bastante simples seis pequenos grupos, compostos por seis membros com a Tarefa: ”Explorar o comportamento do grupo, enquanto grupo, no aqui e agora”. Em cada um dos grupos um dos membros assume o papel de membro consultor com a Tarefa apoiar a tarefa do grupo. No final de cada grupo os dois formadores (Lionel e a Evelyn) dão um feedback, dois para um ao membro consultor sobre o desempenho do seu papel, seguindo-se posteriormente um feedback dos restantes membros do grupo.
Ao final de um dia de formação e saem ainda ter assumido o papel de membro consultor já aprendi “toneladas” sobre dinâmica emocional (consciente e inconsciente) de grupos. O que é mais impressionante observar e experimentar é a forma como o grupo enquanto um todo, mobiliza determinados elementos (indivíduos) para o desempenho de determinados papéis e para serem recipientes de um conjunto de emoções e sentimentos que o grupo de forma “desesperada” tenta evitar.

Um grupo composto por seis pessoas com vontade aprender e com um know how significativo em “Group Process” pode ser extremamente primitivo e emocional fugindo constantemente da tarefa.

Ainda estou a tentar fazer sentido da experiência de hoje. 

Posso partilhar que no final do dia foi fazer meia hora de jogging para ajudar a digerir a experiência!

Pedro

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Intervenção Precoce: Construindo Práticas com Impacto

A NÓS – Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente, via Serviço de Apoio Técnico Precoce, vai realizar no dia 4 de Maio de 2010 das 9h às 17h na Baixa da Banheira (Moita), um workshop com o tema: “Intervenção Precoce: Construindo Práticas com Impacto”, orientada pelo Dr. Robin McWilliam, o Director do Centro de Investigação da Criança e da Família no Siskin Children’s Institute (EUA).

O Dr. Robin McWilliam foi Director do Centro de Desenvolvimento Infantil no Vanderbilt Children’s Hospital, em Nashville. Foi ainda Investigador e Professor no Instituto de Desenvolvimento da Criança Frank Porter Graham da Universidade de Carolina do Norte. Foi também o fundador e director do Projecto dos EUA “Individualizing Preschool Inclusion“, a funcionar em 15 Estados.

É o principal investigador do envolvimento de crianças com incapacidades e co-autor do livro “Engagement of Every Child in Preschool Classroom”. O Dr. McWilliam é também o ex-presidente da Divisão de Investigação do Council for Exceptional Children (CEC), e está na linha da frente nos esforços da CEC para definir e identificar práticas baseadas em evidências na educação especial.

Frequentemente solicitado como orador nos EUA e na Europa, o Dr. McWilliam tem desenvolvido workshops muito interactivos e práticos.

PROGRAMA

1) Uso das rotinas para intervenções em casa e na escola:
*Como usar as rotinas de casa e da escola para estruturar a selecção de objectivos;
*Como utilizar as rotinas de casa para a intervenção;
*Como utilizar as rotinas da sala de actividades para a intervenção;
*O horário "Defense Zone" - como organizar o tempo e os papéis das auxiliares de acção directa.

2) Trabalhar com, e não contra as famílias:
*Dar-lhes controlo sobre os objectivos;
*Ensinar-lhes a ensinarem as suas crianças;
*Resolver potenciais conflitos com as famílias.

3) Como funciona a Intervenção Precoce:
*Um modelo para a eficácia em casa e na sala de jardim de infância/creche

Para tradução simultânea, pode reservar o seu aparelho na ficha de inscrição.

Para mais informações:Associação NÓS - Serviço de Intervenção Precoce
Tlf. 212033646 / Tlm. 936462686 / Email: satp.nos@gmail.com

ADC

terça-feira, 13 de abril de 2010

Aurélio Costa Ferreira um Pioneiro

Aurélio da Costa Ferreira foi pioneiro em pensar a comunicação emocional por vezes inconsciente que decorre na sala de aula entre aluno e professor. Num texto genial apresentado em 1916 perante a Sociedade de Estudos Pedagógicos intitulado Sobre Psicologia, Estética e Pedagogia do Gesto, o pedagogo comenta sobre a relação professor aluno “alguns episódios, que se passam entre educadores e educandos, que me lembram a cena de um animal a investindo furioso contra o próprio espelho, por nele ver reproduzida uma atitude de hostilidade que cresce e aumenta à maneira que ele mais se encoleriza. Enfurece-se sem saber, contra si mesmo” (Ferreira, 1920 p.139). 

No mesmo texto de 1916 sublinha ainda “O professor é como actor. O estado emocional do público é reflexo do seu próprio estado emocional” (Ferreira, 1920 p.139) Para Ferreira, era claro a existência de processos comunicacionais de ordem emocional que determinam de forma não racional o comportamento de professor e aluno. Numa tentativa de compreender melhor a comunicação emocional Ferreira (1920) dedica especial atenção à importância do gesto como forma de comunicação não verbal afirmando “a criança compreende mais a nossa fisionomia e os nossos gestos do que a nossa palavra” (Ferreira, 1920 p.148). A importância dedicada à comunicação não verbal compreende-se melhor quando afirma “De resto, a palavra é mais para mentir. O Olhar e as mãos é que são as verdadeiras janelas da alma” (Ferreira, 1920 p.148).

Percebemos através destas pequenas citações a existência da convicção que relação pedagógica transcende em muito o plano de oratória lógica racional de troca de conhecimento. A relação pedagógica é marcada por uma dinâmica relacional e emocional que vai muito para além da palavra consciente. É curioso como refere Salgueiro (1991) o facto de ficarmos a dever a Ferreira (1919) a segunda citação em língua portuguesa à importância do pensamento psicanalítico num texto intitulado “A Arte de Educar e a Psicologia Experimental”. Neste texto datado de 1919, Ferreira afirma a importância do estudo pelos educadores dos fenómenos inconscientes “Em psicologia pedagógica o subconsciente vale mais que o consciente” (Ferreira, 1920 p.25), afirmando depois “a psicanálise pode e deve ser conhecida pelo educador” (Ferreira, 1920 p.26). 

Já na fase final do texto “A Arte de Educar e a Psicologia Experimental” Ferreira surpreende-nos finalizando com uma referência directa ao pensamento de Gustavo Le Bom, “A educação é a arte de fazer passar do consciente para o inconsciente” (Ferreira, 1920 p.26), acrescentando um seu pensamento”A reeducação, essa é muitas vezes o trabalho oposto, digo eu, o trazer do inconsciente ao consciente para transformar e depois voltar a tornar inconsciente” (Ferreira, 1920 p.26).

Ferreira é surpreendente na forma como define o conceito de reeducação de cariz mais terapêutica contrastando-o com o conceito de educação. A intervenção terapêutica faz-se nas palavras de Ferreira, tornado consciente as experiências inconscientes, talvez infantis de forma a poderem ser comunicadas e trabalhadas na relação reeducativa, de forma a sofrerem na relação uma transformação que permita num segundo momento uma nova interiorização que idealmente iria acomodar no íntimo da personalidade as ideias transformadas.  

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Formação de Técnicos para o projecto família

O MDV está a organizar uma formação para técnicos para o Projecto Família, onde procuram apoiar crianças em risco em meio natural de vida assim como intervir em famílias em crise. A formação vai decorrer de 19 a 30 de Abril na sede do MDV e existe a possibilidade posterior de quem fizer a formação fazer um estágio no projecto e assim obter um diploma de "Assistente Familiar", pelo que também pode ser uma formação importante para quem procura emprego na àrea.

Podem saber mais informações em formacao@mdvida.pt ou no site www.mdvida.pt/projecto-familia.php .

Tiago

1º Congresso Internacional da Psicologia da Criança e do Adolescente

A Universidade Lusíada está a organizar o 1º congresso internacional de Psicologia da Criança e do Adolescente nos próximos dias 14 e 15 de Abril. O programa é muito rico, com várias mesas e workshops dedicados a intervenção com crianças em perigo em vária perspectivas.

O programa completo pode ser visto aqui.

Destaco no dia 14 o lançamento do livro de Daniel Sampaio e Margarida Gaspar de Matos "Jovens com saúde: diálogo com uma geração" e no dia 15 da "Revista de psicologia da criança e do adolescente", que certamente vai ser um óptimo contributo para a àrea.

Tiago

terça-feira, 6 de abril de 2010

Procuram-se novos editores

Caros Leitores,

Eu e o Tiago há alguns anos iniciamos o Blog Crianças em Risco em tendo posteriormente o Nuno Francisco entrado na equipa de editores. O Blog Crianças em Risco fui um dos primeiros projectos públicos meu e o do Tiago na área das crianças em Perigo por isso como podem imaginar temos um carinho muito especial. O Blog sempre foi para nós um espaço de reflexão pública onde colocámos ideias, pensamentos e alguns factos que ao longo dos tempos nos foram parecendo relevantes partilhar com o grande público.

Um Blog é como sabem um espaço, muito livre e pessoal, por isso vive muito das oscilações criativas e da vontade de partilha dos autores. Na prática o que acontece com os blogs muitas vezes e com o nosso acontece em particular vive um pouco com interrupções. Isto é... por vezes existem muitos posts e muitas publicações por vezes existe um silêncio quase inexplicável e pouco tolerado pelo os leitores. O Silêncio não é mais do que a nossa falta de inspiração, vontade para escrever ou mesmo desleixo.

No meio de tanta coisa por vezes o Blog acaba por ser mal amado ou mal acarinhado.  

Como todo o bom filho parece que é hora do Blog voar, ganhar asas e encontrar novos rumos. 

Por isso estamos à procura de novos editores para o Blog - Crianças em Risco. Se quiseres participar neste projecto envia o teu currículo para vaz.santos@gmail.com, dizendo porque que é queres ser editor no blog.

Pedro Vaz Santos