CriançaSemRisco

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A transmissão geracional da vinculação...

Olá, após longa pausa na minha colaboração neste blog, eis-me aqui para vos dar a conhecer um excelente e recentíssimo artigo onde colabora o já conhecido psicanalista Peter Fonagy, de nome Is attachment transmitted across generations? The plot thickens.

Este artigo permite-nos hoje contrariar certos juízos dogmáticos, que determinam todo e qualquer fatalismo sobre qualquer infância exposta a padrões de comportamento maternal de vinculação insegura (implícitos em qualquer situação de desorganização psicológica; negligência; maus-tratos; etc.), ou seja, não é linear a lógica de causa-efeito entre uma coisa e a outra.

Não é também linear e vinculativa, a lógica de que todo e qualquer padrão de vinculação é transmitido de geração em geração por "fotocópia", podendo-se desencadear por exemplo nos bébés e crianças, estratégias auto-protectoras face a padrões de vinculação disfuncionais da mãe.

Isto vem reforçar a máxima de todos os que trabalham nas mais variadas áreas sociais e da saúde mental, de que vale a pena trabalhar para a mudança dos nossos utentes, independentemente dos factores de risco a que estiveram expostos.

Nuno Pinho Francisco