CriançaSemRisco

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Abordagem Systems-Psychodynamic

O trabalho de consultoria que temos desenvolvido em diversas instituições sociais tem por enquadramento teórico o que hoje se designa por abordagem Systems-Psychodynamic. Algumas pessoas tem solicitado alguns esclarecimento sobre esta abordagem que cruza conhecimentos vindo da teoria sistémica e da Psicanálise.

A origem do termo Systems-Psychodynamic é associado muitas vezes à publicação do livro de Eric Milles e A.K. Rice "Systems of Organization" em 1967. Contudo os autores nunca utilizam o termos para definir a sua abordagem teórica. Segundo Amy Fraher (2004), só no final dos anos 80 é que Eric Miller, na altura director do programa de Group Relations do Instituto Tavistock, cunhou o termo.

No início de 1992, no âmbito de uma redefinição estratégica do Instituto Tavistock, Eric Miller propõe que o conceito Systems-Psychodynamic seja aprofundado e desenvolvido, constituindo para isso uma equipa de investigadores e consultores organizacionais. Wesley Carr, Tim Dartington, Olya Khaleelee, Isabel Menzies Lyth e Jean Neumann, são alguns dos nomes que estiveram envolvidos no processo de desenvolvimento e consolidação desta abordagem, tornando-a uma referência internacional no mundo académico e organizacional.

O termo Systems-Psychodynamic foi-se afirmando ao longo dos anos 90 integrando abordagens sistémicas e psicodinâmicas de forma a gerar novos entendimentos sobre o comportamento individual, comportamento de grupos e comportamento organizacional. A integração foi sendo realizada tendo por base um modelo de investigação-acção, alicerçado nas experiências práticas das conferências de group relations e através da experiência obtida em projectos de consultoria organizacional.

Podem aprofundar um pouco mais este tema no artigo de Amy Fraher "Systems Psychodynamic: The Formative Years of an Interdisciplinary Field at the Tavistock Institute".

PVS